O Hip-Hop pelas lentes de B+

O Rap em movimento além de falar sobre as novidades da cena do Rap, entretenimento e dar dicas o blog também traz curiosidades sobre personalidades, que mesmo não estando envolvidas dentro dos quatro elementos do hip hop, são muito importantes para o fortalecimento da cultura! Hoje vamos falar do fotógrafo B+

Brian Cross, mais conhecido no mundo da fotografia como B+ nasceu em Limerick, na Irlanda.Nos anos 90 B+ mudou-se para os Estados Unidos para estudar fotografia no Instituto da Califórnia, em Los Angeles. Logo começou a se envolver com a comunidade Hip-Hop, e desde então tem sido um dos maiores fotógrafos da cena.

Com uma carreira com mais de 20 anos B+ tem um portfólio de fazer inveja, já trabalhou com nomes como Beastie Boys, Ol ‘Dirty Bastard, Eazy-E, Jurassic 5, Company Flow, Blackalicious, Madlib, Blackalicious, The Fugees, Biggie, The Roots, Snoop Dogg, Count Bass D, Quantic, J Rocc entre muitos outros.

b+4

O fotógrafo também foi responsável pela criação de diversas capas de álbuns, com destaque para Q-Tip, Eazy E, Madlib (no disco Shades of Blue, que é um clássico do mestre) e mais notavelmente, J Dilla.

R-8633360-1465571782-5530.jpeg

Aliás, falando de J Dilla, o Brian acompanhou e registrou os últimos meses de vida do gênio de Detroit. Umas das fotos mais clássicas é de Dilla e Madlib escolhendo discos em uma loja da Rua Augusta, em São Paulo, assim como a última foto dele em frente à sua casa, e também em seu funeral, em 2003.

7087cea4a311869233818c8fbdc1dd89
J Dilla e Madlib

 

Paralelo a fotografia, B+ é um dos responsáveis pelo projeto “BrasiliTime” que fala sobre alguns DJs, bateristas e músicos brasileiros. Veja aqui o documentário.

Abaixo algumas fotos clássicas do cara. E neste link [http://mochilla.com/bplus/] você pode conhecer um pouco mais sobre a história e o trabalho do fotógrafo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

História da N.W.A

Especial: Straight Outta Compton Movie

Formado em 1986 o grupo N.W.A, sigla em inglês de Niggaz Wit Attitudes (Negros com atitudes), foi o maior representante do estilo Gangsta Rap. Lançou ícones do hip hop e teve uma grande participação nos movimentos sociais da época. A NWA fez história!

N.W.A

O grupo começou com Eazy-E. Um ex-traficante que usou seu lucro com tráfico para abrir sua própria gravadora. Ele fundou a Rithless Record. Seu primeiro parceiro foi Dr. Dre que logo depois acabou se tornando co-fundador do grupo. Dre chamou pra participar o Dj Yella. Depois vieram Arabian Prince, Ice Cube e depois The D.O.C.

Primeira formação - Com The D.O.C e Arabian Prince

O primeiro álbum do grupo, N.W.A and the Posse (1987), não teve muito sucesso. Após esse fracasso The D.O.C saiu do grupo e entrou Mc Ren e após isso foi a vez de Arabian Prince deixar o grupo.

Ele não podia ter escolhido a pior hora para deixar o grupo. Após sua saída o grupo lançou o álbum Straight Outta Compton (1988) que foi o maior sucesso do grupo. O disco é considerado uma das obras primas do rap. Carregado de polêmica e fúria, Straigth outta Compton possui algumas faixas marcantes como, Fuck Tha Police. A música denuncia os abusos policiais com a população negra. A música teve tanta fúria que o grupo recebeu um aviso do FBI sugerindo que o grupo não falasse mais aquilo e maneirasse nas letras. Essa faixa custou a segurança policial do grupo, que parou de ser escoltado em seu shows. Por isso a NWA não fazia turnês.

Capa do ábum Straigth outta Compton

Suas músicas viraram hino das ruas, mesmo não tendo nenhum apoio da mídia. Os membros do grupo se tornaram os mais notórios representantes do estilo Gangsta Rap.

Os desentendimentos

Um grupo com tantos talentos juntos e personalidades fortes, era de imaginar que uma briga de egos poderia estourar a qualquer momento. No ano de lançamento de Straigth Outta Compton, Eazy- E lançou um álbum solo. Ice Cube, frustrado pelo dinheiro e pelo fato de também querer um álbum solo, acabou saindo do N.W.A. Como resposta essa saída o terceiro álbum do grupo, chamado chamado Efil4Zaggin (Niggaz 4 Life ao contrário), veio carregado de ofensas a Ice Cube por causa de sua saída. Na faixa “A Message To B.A.” é visível notar essas críticas. B.A são as iniciais de Benedict Arnold, uma expressão usada como sinônimo de traidor, a tradução seria “Uma mensagem para um traidor”. Quem conhece Cube sabe que isso não iria ficar assim. A afronta foi respondia em seu álbum Death Certificate (1991) com a música “No Vaseline”.

O fim do grupo foi em 1991 quando Dre saiu do grupo alegando que não recebia o que devia. Em 1995 Eazy-E morre e os membros do N.W.A fizeram as pazes. Houve rumores sobre a criação de um álbum-reunião, mas o projeto não foi para frente. Surgiram apenas colaborações em músicas como “Hello” e “Chin Check”. Alguns rappers que tiveram história com o grupo participaram do projeto N.W.A. Legacy que cuminou no lançamento de dois álbuns: The N.W.A Legacy, Vol. 1: 1988-1998 e The N.W.A Legacy, Vol. 2.

Ouça o  maior álbum de sucesso do grupo!